KPN abaterá dos impostos perdas de 3,7 bi de euros com venda da E-Plus

A KPN anunciou em comunicado nesta segunda, 16, que chegou a um acordo com autoridades fiscais do governo alemão para abater de seus impostos, a partir de 2014, as perdas estimadas em 3,7 bilhões de euros com a conclusão da venda da sua subsidiária móvel E-Plus para a Telefónica Deutschland. De acordo com o CEO da KPN, Eelco Block, em nota, o acerto com o governo da Holanda, além de dar previsibilidade sobre o pagamento de impostos da tele para os próximos anos, "é outro passo importante para a KPN continuar a investir em suas operações e nas mais recentes tecnologias na Holanda".

Na prática, essa dedução de perdas da venda da E-Plus nos impostos devidos deve aumentar o valor da KPN na negociação com a América Móvil, do mexicano Carlos Slim. A holding mexicana detinha cerca de 30% do capital da KPN e planeja adquirir o capital total da operadora holandesa numa oferta de cerca de 10,25 bilhões de euros, mas a Fundação KPN, criada para "proteger interesses dos acionistas holandeses", fez um movimento de defesa, adquiriu mais ações da KPN reduzindo a participação da mexicana para cerca de 15% na tentativa de pressionar um valor maior na oferta da holding de Slim. Havia um impasse. América Móvil ameaçou desistir do negócio caso os acionistas não aceitem a oferta inicial, que não seria mudada. Agora, há um novo componente para ajudar os mexicanos a melhorarem a oferta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.