Grupos de mídia do meio impresso apostam em TV na web

Grupos tradicionais do meio impresso como o Estadão e o Meio & Mensagem estão apostando na produção de conteúdo audiovisual para web, como contaram Marco Chiaretti, editor-chefe de conteúdo digital do Estadão, e Marcelo de Sales Gomes, vice-presidente executivo do Grupo M&M, em debate sobre novas plataformas do Congresso TV 2.0, promovido pelas revistas TELETIME e TELA VIVA em São Paulo.
"É necessário o investimento porque se não o fizermos, o que será do nosso negócio a longo prazo?", questionou Gomes, revelando que o Grupo M&M está investido cerca de R$ 100 mil para a construção de um estúdio nas dependências de sua redação para abastecer, a partir de outubro, o portal do veículo com vídeos diários. "Por enquanto, faremos dois programetes 'M&M Entrevista', que irá ao ar às terças e quintas, e 'M&M Express', com notícias para os outros dias da semana", conta, dizendo que a equipe será a mesma do Meio & Mensagem on-line e impresso.

Transmídia

Notícias relacionadas

Segundo Chiaretti, do Estadão, uma das principais dificuldades de produzir conteúdo de TV na web é fazer a equipe trabalhar com conceitos de transmídia, contando boas histórias em vários suportes. "Quando eu tiver os 500 jornalistas do Estadão evangelizados para conciliar o trabalho de produção do jornal com a nova plataforma, conseguiremos produzir mais vídeos", diz ele, revelando que a produção semestral atualmente é de 3 mil arquivos de duração de 1 minuto a 1 minuto e meio.
Ele destacou que o trunfo da produção audiovisual do Grupo na web é proporcionar o que seria impossível em outras plataformas, como o projeto "Vereador Digital", em que a equipe produziu vídeos em que 900 candidatos a vereador tiveram três minutos para defender suas propostas. Mais de um milhão de usuários acessaram os vídeos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.