Publicidade
Início Newsletter Senadores discutem projeto que exige quarentena para diretores de agencias reguladoras

Senadores discutem projeto que exige quarentena para diretores de agencias reguladoras

Tramita na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, o projeto de Lei Senado (PLS 69/2018), do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) A proposta exige que os indicados para as diretorias das agências reguladoras deverão ter cumprido um período mínimo de três anos sem vínculo com empresas do setor regulado para assumir o cargo. A proposta teve um substitutivo apresentado pela relatora, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que já está pronto para ser votado na comissão. No texto da senadora, a exigência, originalmente prevista somente para Agência Nacional de Saúde Suplementar, foi estendida para todas as agências reguladoras.

O texto modifica a lei que trata da gestão de recursos humanos das agências (Lei 9.986, de 2000) para incluir o requisito: somente poderão assumir vagas de diretor pessoas que há pelo menos três anos não tenham ocupado cargo ou função de direção em entidades reguladas pela agência para a qual estão sendo indicadas. A intenção do senador Cunha Lima é evitar que as diretorias adotem posições de interesse das empresas em detrimento do interesse público – ou seja, “evitar a chamada ‘captura’ do agente regulador, que, quando acontece, leva a instituição a atuar como representante dos interesses das empresas, desconsiderando os usuários do serviço ou o próprio Estado”, explica o senador.

O autor afirma ainda que é imprescindível que as agências detenham competência técnica, independência política e administrativa, autonomia financeira e garantia de atuação livre para que as decisões sejam tomadas com imparcialidade, de forma a preservar a qualidade dos serviços prestados e o equilíbrio do mercado.

Notícias relacionadas

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile