Google demitirá ao menos 220 funcionários da Motorola no Brasil, diz sindicato

Como parte do plano de reestruturação após a compra da Motorola Mobility, o Google demitirá 220 funcionários do Centro de Distribuição da empresa em Jaguariúna, interior de São Paulo, até o dia 14 de setembro. As informações foram divulgadas em nota do Sindicato Dos Metalúrgicos de Jaguariúna e Região (SindMetal), no portal da entidade.

Os cortes atingem as áreas administrativa, de engenharia e supervisores de produção e fazem parte do pacote anunciado no início da semana, de dispensa de 4 mil trabalhadores em todo o mundo, ou 20% dos empregados. O centro, única unidade de fabricação de aparelhos celulares no país, afetará 8,4% dos atuais 2.600 funcionários.

A ordem é direta da sede dos Estados Unidos, sem possibilidade de negociação. Foram realizadas três reuniões para garantir pacotes de auxílio aos demitidos, como indenização correspondente a 50% do salário-base por cada ano completo de contrato de trabalho, com um máximo de duas remunerações integrais. Além disso, o convênio médico será estendido por quatro meses.

Segundo apurou este noticiário, a área de set-tops e equipamentos de banda larga (cable modems) não deve ser atingida diretamente. Um dos grandes mistérios após a compra da Motorola pelo Google é o destino que será dado a esta área de negócios, onde a Motorola é lider de mercado nos EUA e está estrategicamente bem posicionada para inovar em dispositivos de casa conectada, mas que não é relevante caso a estratégia do Google seja apenas mobilidade.

Reestruturação

Procurada pela reportagem da TI Inside Online no Brasil, a Motorola enviou um comunicado geral sobre os cortes em unidades foras dos Estados Unidos, correspondente a dois terços do total das demissões. “O Brasil continua a ser um importante mercado para a Motorola Mobility. Embora a Motorola espere que essa estratégia crie novas oportunidades e ajude sua unidade de dispositivos móveis a retornar à lucratividade, a empresa entende que essas mudanças serão difíceis para os funcionários afetados. A Motorola se compromete a ajudá-los durante esse momento difícil de transição, oferecendo um pacote de indenizações, além de serviços de recolocação profissional”, diz a nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.