Oi eleva investimentos e tem geração de caixa negativa em maio

A Oi registrou geração de caixa operacional líquida negativa em maio, totalizando R$ 261 milhões. Ainda assim, de acordo com o relatório mensal de atividades divulgado na noite desta segunda, 16, pelo administrador da Recuperação Judicial, o Escritório de Advocacia Arnold Wald, foi uma redução em relação a abril, quando a companhia registrou R$ 1,026 bilhão. O saldo final foi positivo de R$ 15 milhões, mesmo resultado do mês anterior.

Os investimentos foram de R$ 434 milhões no mês, uma queda de 19% em relação a abril. A companhia afirmou que as saídas de caixa têm patamar elevado, em linha com o plano de investimentos.

Enquanto os recebimentos tiveram um recuo de R$ 233 milhões no mês (8,9% de queda), totalizando R$ 2,385 bilhões, as saídas de caixa com pagamentos e investimentos diminuíram em R$ 998 milhões, totalizando R$ 2,647 bilhões no total. A companhia justifica que houve redução nos recebimentos de serviços de uso de rede e que a variação está dentro da normalidade. Disse ainda haver atrasos no recebimento de intercompany (entre as empresas recuperandas), o que teria sido regularizado em junho.

Já a rubrica pagamentos caiu R$ 896 milhões e ficou em R$ 2,213 bilhões. Grande parte aconteceu com a redução em tributos (de R$ 474 milhões, atingindo R$ 698 milhões). A Oi justifica também que houve aumento em abril com o pagamento da taxa de anual do Fistel, o que resultou na redução no mês seguinte, voltando ao patamar médio dos meses anteriores.

Com isso, o saldo final do caixa financeiro foi de R$ 4,602 bilhões, uma redução de 4,5% em relação ao mês anterior, ou R$ 218 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.