Claro Part autoriza emissão de R$ 1,5 bilhão em debêntures

Foto: pixabay.com

Em reunião nesta segunda-feira, 16, o conselho de administração da Claro Telecom Participações (companhia da América Móvil e que representa Claro, Embratel e Net) aprovou após deliberação a emissão de R$ 1,515 bilhão em debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, com garantia adicional fidejussória e série única. Serão 151.500 debêntures emitidas ao valor unitário de R$ 10 mil. Segundo a ata da reunião publicada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), as debêntures serão objeto de oferta pública de distribuição com esforços restritos, sob o regime de garantia firme de colocação para a totalidade.

Os bancos coordenadores serão o Itaú BBA (coordenador líder) e Banco Inbursa. O contrato a ser celebrado com os coordenadores terão como público alvo os investidores profissionais, observado que os fundos de investimento e carteiras administradas pelo mesmo gestor serão considerados como um único investidor. Os coordenadores decidirão se as debêntures terão ágio ou deságio, a ser definido no ato de subscrição e integralização, se for o caso, desde que aplicado à totalidade das debêntures.

As debêntures serão subscritas por meio do módulo de distribuição de ativos (MDA, administrado e operacionalizado pela B3), por no máximo 50 investidores profissionais. A data de emissão será 27 de julho. O prazo de vencimento será de três anos, ressalvadas as hipóteses de resgate antecipado facultativo.

Notícias relacionadas

O agente fiduciário escolhido é a Pentágono Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários. Além das condições e especificações da emissão das debêntures, a reunião aprovou a autorização de contratação de outras instituições financeiras, assessores legais e a efetivação da emissão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.