Anatel quer acabar com interferências na TV via satélite

Os sistemas digitais para aplicações ponto-a-ponto fora dos padrões estabelecidos, que usam a faixa de 10,7 GHz a 11,7 GHz, passam a operar em caráter secundário, segundo ato publicado pela Anatel nesta quinta, 16. O objetivo é acabar com a interferência que esses sistemas do serviço móvel acarretam na recepção da TV por assinatura via satélite em banda Ku.

Notícias relacionadas
De acordo com informações da Superintendência de Outorga e Recursos à Prestação da agência, com o crescimento do serviço de TV por DTH, foram notadas interferências na recepção de TV via satélite, provenientes dos enlaces terrestres ponto-a-ponto. A Anatel constatou que muitos dos enlaces nesta faixa foram instalados com uma distância muito pequena entre o transmissor e o receptor, proporcionando o uso de antenas e potências de transmissão que facilitavam a ocorrência de interferências na recepção do serviço de TV nas residências.

Com o intuito de permitir uma convivência harmônica entre os serviços de telecomunicações operando em caráter primário foi publicada, em 02 de julho de 2012, a Portaria Anatel nº 600, que estabeleceu a distância mínima de implantação de rádio enlaces ponto-a-ponto para sistemas digitais terrestres de 12 km. Além disso, foi determinado prazo de três anos, que já expirou, para que os enlaces instalados em distâncias menores que a estabelecida se adequassem e que, caso a adequação não ocorresse, tais sistemas poderiam passar a operar em caráter secundário, conforme parecer da área responsável pela engenharia do espectro de radiofrequências da agência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.