Nokia abre centro de testes e colaboração em Open RAN nos EUA

A Nokia anunciou nesta quarta-feira, 16, a abertura de seu primeiro Centro de Testes e Colaboração para redes de acesso abertas e desagregadas (Open RAN). O ambiente fica localizado nos escritórios da companhia em Dallas (Texas), nos EUA.

Segundo a fornecedora finlandesa, o espaço foi projetado para habilitar parcerias entre os diversos players que atuam no ecossistema. A Nokia planeja inaugurar centros similares em outros países no futuro, de acordo com comunicado.

Na estrutura de Dallas, testes de interoperabilidade e validação devem fazer parte do roteiro, bem como a integração de aplicações no controlador inteligente para redes de acesso (RIC) da fornecedora. Segundo a Nokia, os trabalhos serão "abertos, colaborativos e imparciais".

Notícias relacionadas

Também foi apontada uma ênfase especial à proteção da propriedade intelectual e do material confidencial de eventuais participantes. Para tal, o novo centro deve contar com áreas de trabalho separadas e segregação de redes para as atividades de testes.

Tendência

No início do mês, a testagem de soluções Open RAN entrou de vez na mira do governo norte-americano, que convocou fornecedoras do padrão para uma rodada de testes a fim de verificar dados de desempenho. O padrão é defendido pelos EUA como alternativa a fornecedores asiáticos, mas ainda está em estágio inicial de adoção pela indústria.

Quem também está se debruçando sobre o assunto é o governo brasileiro. Nesta quarta-feira, foram revelados detalhes de um estudo sobre Open RAN que será conduzido ao lado de parceiros da academia no âmbito do grupo de trabalho (GT) que a Anatel tem para o tema.

Na ocasião, a própria Nokia sugeriu uma interconexão entre diversos laboratórios brasileiros para tratar de pesquisas e desenvolvimento na área, conforme declarou o diretor de estratégias e operações para a companhia na América Latina, Wilson Cardoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.