Novo conselho assume na Telecom Italia, Vivendi fica de fora

pixabay.com

A Telecom Italia anunciou a efetividade da nova estrutura de governança nesta quarta-feira, 16, na qual a nova composição do conselho deixa de ter a Vivendi no comando e passa a ser formada por indicados do fundo norte-americano Elliot. O CEO do grupo italiano, contudo, continua a ser Amos Genish, ligado à Vivendi (e ex-presidente da Vivo e da GVT no Brasil).

O grupo francês foi oficialmente desconectado da administração pelo conselho, que afirma que a empresa "não é mais uma parte exercendo direção e coordenação na TIM [Telecom Italia] e, por isso, foram encerradas as atividades prévias de direção e coordenação". Genish assim assume responsabilidade provisória pelo departamento da unidade de aquisições e imóveis.

A controladora da TIM Brasil informou ao mercado ainda que um novo comitê interno foi formado para focar na "investigação e monitoramento de interações entre partes relacionadas". Com isso, um procedimento corporativo especifico foi instaurado. Foram nomeados também membros para os comitês estratégico, de controle e risco e de nomeação e remuneração.

Notícias relacionadas

O novo conselho decidiu não apontar um novo diretor independente principal. Em vez disso, atualizou os princípios de governança corporativa para refletir a mudança. Em comunicado, o chairman Fulvio Conti comentou: "A composição dos comitês, as deliberações em questões de governança corporativa e as economias na remuneração de diretores confirmam o processo iniciado por esse conselho por meio da transformação da TIM em uma companhia aberta, focada em conseguir os resultados divulgados ao mercado".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.