O que permanece e o que muda no edital da área 8

– Deve cair o preço pedido pela outorga, mas a agência ainda não diz qual será o novo valor. Conforme lembrou o conselheiro Mário Leonel, de acordo com a legislação "este preço não pode ser zero, nem simbólico, nem irrisório".
– Podem baixar as exigências de comprovação de capacitação técnica. No edital anterior pedia-se a comprovação de 600 mil linhas sendo operadas pela proponente. Segundo José Leite, "uma argumentação muito forte para baixar este número é que a banda A em toda a região opera pouco mais de 200 mil celulares".
– Deve ser permitida a participação das operadoras de telefonia celular já existentes. Com esta mudança, segundo José Leite, as atuais operadoras da banda B poderão participar, mesmo que seja com menos de 20% do capital votante.

Notícias relacionadas
– Não será feito um pacote multi-serviço, o que complicaria o processo de licitação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.