TIM quer parceria para fibra ótica até fim do ano

Ao apresentar a versão completa de seu plano industrial para o triênio 2020-2022 nesta segunda-feira, 16, a TIM também divulgou metas para o lançamento de infraestrutura de fibra ótica até a residência (FTTH) no período. Em três anos, a companhia projeta presença com o FTTH em 70 municípios, com 5,5 milhões de homes-passed (HPs). A apresentação pode ser baixada clicando aqui.

No fim de 2019, a operadora contabilizava o FTTH em 23 cidades, com 2,3 milhões de homes-passed. Já as cidades com rede de transporte em fibra eram 821: até 2022, o desejo da TIM é ampliar o número para cerca de 1,5 mil. Dessa forma, o backbone/backhaul da companhia passaria de atuais 101 mil km para aproximadamente 130 mil km.

Notícias relacionadas

A estratégia, contudo, passa pelo acerto de acordos para a formação de redes de infraestrutura neutra. Para tal, a TIM informou que já conta com um advisor buscando o parceiro ideal, com ênfase fora do mercado de telecomunicações: segundo o plano industrial, este passo deve ser concluído até o fim deste ano. No geral, é projetado um crescimento anual de 30% nas receitas do TIM Live durante o triênio.

Vale lembrar que a operadora, em conjunto com a Vivo, afirmou na semana passada ter interesse nas tratativas para adquirir o serviço móvel da Oi. A negociação, ainda não iniciada formalmente, ainda não tem detalhes revelados, mas o espectro advindo da consolidação poderá ter partilha assimétrica.

4G

A TIM também projetou que, até o fim de 2022, a grande maioria das cidades cobertas com o sinal móvel de 4G sejam atendidas a partir das faixas de 700 MHz e 850 MHz. Ao fim de 2019, 2,455 mil municípios tinham a opção (de um total de 3,520 mil atendidas com 4G). O tráfego das redes de quarta geração correspondeu a 75% do mix da empresa, em volume que deve subir para 92% em três anos.

Novas receitas

A companhia também reiterou o interesse em parcerias com duas empresas distintas no ramo dos serviços financeiros (uma de perfil high-end e outra, de perfil low-end); comunicou o fechamento de um acordo com fabricante de automóveis para oferta de conectividade embarcada; e o interesse de se reposicionar no mercado de publicidade digital, explorando também os papéis de publisher e de Data Management Platform (DMP).

Financeiro

Em termos gerais, a TIM espera um crescimento anual de dígito único nas receitas até 2022, com previsão de alta de 2% no opex dentro do mesmo intervalo. Mesmo com previsão de ampliação dos investimentos, a intenção é encerrar o triênio com margem Ebitda de 40% a partir de iniciativas de eficiência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.