Bafutto deixa a superintendência de serviços públicos

O superintendente de serviços públicos da Anatel, Marcos Bafutto, encaminhou ao conselho diretor da agência seu pedido de exoneração. O pedido deve ser aceito normalmente. Bafutto deixa o cargo e será substituído interinamente por Gilberto Alves, permanecendo na agência até 28 de fevereiro. O ex-superintendente trabalha na Anatel deste o início. Foi gerente geral de satélites e superintendente de radiofreqüências e fiscalização. Em 2001 foi transferido para a superintendência de serviços públicos em substituição a Edmundo Matarazzo, que foi ocupar a recém criada superintendência de universalização. No período que esteve na Anatel, Bafutto ocupou o cargo de conselheiro substituto em três ocasiões. Ao deixar a agência, mesmo não sendo obrigado pela legislação, o ex-superintendente vai se impor uma quarentena de dois meses. Ele foi um dos condutores do processo de discussão que informou a renovação dos contratos de concessão da telefonia fixa no final do ano passado. No período em que estará de quarentena, Bafutto pretende propor ao Grupo de Estudos de Comunicação da Universidade de Brasília, o GCom, a realização de um módulo de discussão sobre os novos contratos de concessão como qual pretende contribuir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.