Brasil tem redução no número de linhas fixas em novembro

Foto: pixabay.com

No mês de novembro de 2017, a telefonia fixa registrou 40.862.847 linhas em serviço, menos 135.964 linhas em relação a outubro (queda de 0,33%). Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 16, pela Anatel. De acordo com a agência, as operadoras autorizadas do serviço totalizaram 17.104.036 linhas fixas no mês, queda de 61.546 linhas (0,36%), e as concessionárias 23.758.811 linhas, redução de 74.418 linhas (0,31%). Nos últimos 12 meses, no Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) houve uma redução de 1.328.488 linhas fixa no país (3,15%). As empresas autorizadas apresentaram menos 214.013 linhas (1,24%). Ao mesmo tempo as concessionárias perderam 1.114.475 linhas (4,48%).

Em números absolutos, nas empresas autorizadas, a Claro (incluindo Embratel e Net) apresentou o maior aumento de terminais, 18.579 linhas fixas  (avanço de 0,17%) em novembro de 2017 quando comparado a outubro. A maior redução ocorreu na TIM, menos 44.775 linhas (queda de 6,23%). Nos últimos doze meses, a Algar Telecom liderou o crescimento em termos tanto absolutos quanto percentuais, mais 80.352 (32,69%). Em números absolutos, a maior redução no número de terminais ocorreu na Claro, menos 293.399 linhas fixas (redução de 2,62%).

Entre as concessionárias da telefonia fixa, a Vivo apresentou o maior crescimento em novembro comparado ao mês de outubro: 20.998 novas linhas fixas (avanço de 0,22%). A Oi apresentou a maior redução, menos de 95.681 linhas (0,71%). Na comparação com novembro do ano passado, a Algar Telecom apresentou o maior crescimento com aumento de 21.960 linhas fixas (3,00%) e a maior redução novamente foi registrada pela prestadora Oi com menos 831.237 linhas (5,84%).

1 COMENTÁRIO

  1. Ainda preciso de um fixo em casa. Nao moro com meus pais e preciso falar com eles todos os dias, aí preciso de um fixo emcasa para falar com eles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.