Mundo deverá encerrar 2013 com 7 bilhões de acessos móveis

Impulsionado pelos países emergentes, o mundo pode chegar à marca de 7 bilhões de assinantes móveis em dezembro de 2013. De acordo com a previsão da Pyramid Research divulgada nesta quarta-feira, 16, isso provocará um crescimento cinco vezes mais rápido nas receitas de serviços de telecomunicações nesses países em desenvolvimento e uma penetração de 100% no mercado. Na África e no Oriente médio será atingida a marca de 1 bilhão de assinantes no primeiro trimestre do ano – segunda região a atingir esse patamar, depois da Ásia-Pacífico.

Com o crescimento maior na receita, aproximadamente 90% dos 2 bilhões de novos assinantes de Internet que se conectarão nos próximos cinco anos serão residentes de países emergentes. Assim, já em 2015 as receitas de serviços móveis destes mercados vão superar pela primeira vez a receita dos mercados desenvolvidos.

Outra tendência apontada pelo estudo da Pyramid Research é a de alocação do espectro 4G. Apesar de afirmar que os países emergentes estão "atrasados" nessa questão, a empresa acredita que isso os deixará em melhor posição para realizar a alocação de espectro da maneira correta.

A companhia aponta ainda para o fim dos planos de dados ilimitados para serviços móveis em 2013, embora considere que o subsídio a aparelhos seja um elemento permanente. Já a competição entre as operadoras deverá chegar à esfera de conteúdos e novos serviços, saindo do foco da cobertura – até pelo compartilhamento de infraestrutura, que deverá ser intensificado neste ano.

Mais mudanças no cenário de telecom em 2013: a pressão por margens vai acelerar a consolidação do setor móvel na África; as operadoras com bons desempenhos em mercados emergentes irão expandir a atuação na Europa; e as conexões de fibra vão sobrepujar a tecnologia DSL no Oriente Médio.

A análise do mercado da Pyramid Research foi feita com base em projeções de mais de 100 países.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.