"Rede da Intelig não apresenta o 'estado da arte'", ironiza presidente da Claro

Nesta terça-feira, 15, poucas horas após o anúncio oficial da aquisição da Intelig por parte da TIM, o presidente da Claro, João Cox, em encontro com jornalistas, alegou não estar preocupado com o fato. "A Intelig não vem investindo faz um tempo, então a rede dela não é o que podemos chamar de 'estado da arte'", ironizou o executivo, que fez questão de salientar, no entanto, que a TIM, bem como todas as outras concorrentes, merecem preocupação por parte da Claro, porém por outros motivos, como a agressiva competitividade do mercado de telefonia móvel. De fato, horas antes o responsável pelo projeto Intelig na TIM, Antonino Ruggiero, havia admitido à imprensa que a Intelig não recebe novos investimentos há pelo menos sete anos. Em contraposição à incorporação da rede fixa da Intelig pela concorrente, Cox também informou que está a pleno vapor a instalação de um grande backbone nacional da Claro, porém sem entrar em mais detalhes. "Vamos levar fibra inclusive ao interior. Só posso adiantar que serão milhares de quilômetros", disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.