Coletek investe US$ 4 milhões na produção de roteadores WiFi em Minas Gerais

A Coletek, empresa especializada na fabricação de produtos de informática, como gabinetes, teclados e mouses, decidiu entrar no ramo de roteadores WiFi. A empresa brasileira fechou um acordo para fabricar no Brasil com exclusividade os produtos da multinacional Edimax, uma das principais fornecedoras de roteadores WiFi para Ásia e Europa. O projeto já consumiu US$ 1 milhão em investimento este ano e irá demandar mais US$ 3 milhões ao longo de 2009 para compra de equipamentos, treinamento dos funcionários e adequação da linha de produção. A idéia é começar a produção de roteadores WiFi na fábrica da Coletek em Varginha/MG a partir de agosto de 2009, informou o gerente geral da empresa, Charles Blagitz. Enquanto a produção local não se inicia, a Coletek tem importado roteadores da Edimax para venda no mercado brasileiro. A companhia tem hoje seis modelos da Edimax em seu portfólio que trabalham com velocidades de 54 Mbps, 150 Mbps e 300 Mbps.
A meta da Coletek é chegar ao fim de 2009 vendendo entre 30 mil e 40 mil unidades de roteadores WiFi por mês no Brasil. "Queremos conquistar 15% do mercado brasileiro", disse o executivo. O segmento de roteadores WiFi deverá representar entre 5% e 8% da receita da Coletek em 2009. A empresa, que faturou R$ 135 milhões em 2007, prevê fechar 2008 com R$ 140 milhões de receita e crescer aproximadamente 20% no ano que vem, alcançando algo perto de R$ 170 milhões de faturamento.
A companhia deve começar a exportar equipamentos de informática para a América Latina em janeiro do ano que vem. A idéia é exportar também os roteadores da Edimax. Existem planos de trazer para o Brasil roteadores 3G HSDPA da Edimax. A Coletek acompanha de perto as notícias sobre o novo leilão de WiMAX pois pode vir a fabricar equipamentos dessa tecnologia no futuro, informou Blagitz.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.