Martinhão: Brasil precisa ganhar relevância no ecossistema digital

Ao abrir um seminário sobre ecossistemas digitais organizado pela CNI em Brasília nesta quinta, 14, o secretário de política de informática do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Maximiliano Martinhão, ressaltou que o Brasil ainda é muito pequeno no mercado mundial de TICs e que o país precisa buscar relevância no contexto global. "Trata-se e um setor movido pelo capital privado. E ainda que multibilionário, o Brasil ainda é pequeno na indústria de TICs e o nosso esforço precisa ser em buscar relevância no ecossistema digital. Podemos liderar esse movimento na América Latina, pois temos uma economia diversificada, é um país inventivo, criativo", disse Martinhão. Ele lembrou que parte desse atraso se deve à burocracia. "Estamos na lanterna dos países que mais demoram para abrir empresas. Isso é incompatível com as indústrias inovadoras. A mesma coisa na disponibilidade de venture capital", disse ele. Martinhão disse que o governo pretende repensar alguns aspectos operacionais da Lei de Informática, a pedido do próprio setor, e intensificar os programas de formação de mão de obra para o setor de TICs.

Para o diretor de telecomunicações do MCTIC, Laerte Cleto, a simplificação regulatória que o governo pretende estabelecer busca promover investimentos no setor de TICs. "Temos certeza de que há muita demanda por equipamentos e serviços", disse.

1 COMENTÁRIO

  1. Esse tema é conhecido há mais de 30 anos por quem trabalha com tecnologias de ponta! Além de disponibilidade de capital de risco, desburocratização, simplificação regulatória e formação de recursos humanos, há um aspecto que sempre dificultou ações na área de TIC: a postura conservadora e avessa a riscos de grande parte dos empresários, industriais, comerciantes e banqueiros! Como se pretende mudar isso a curto prazo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.