Telebras troca aluguel de fibras por parceria com Eletrosul

A Telebras e a Eletrosul assinaram nesta quinta, 15, contrato de parceria técnico-operacional que permitirá às duas empresas compartilharem as receitas e as despesas da operação do backbone de 4 mil km que a Eletrosul tem no sul do País mais os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Somando com os acordos de swap de fibra, o backbone da elétrica chega a 10 mil km.

A parceria substitui o contrato de aluguel de rede que a Telebras tinha com a Eletrosul e gera sinergias para as duas partes, de acordo com o presidente da Telebras, Caio Bonilha. "A integração vai gerar um ganho de escala grande. Significa redução de custo que vai ser revertido em investimento na região", afirma ele. O investimento será tanto no backbone, que passará de 80 Gbps para 400 Gbps, quanto no bakchaul, para aumentar a capilaridade da rede.

Bonilha também acredita que esse contrato servirá de modelo para a Telebras possa expandir esse tipo de parceria com as outras empresas do sistema Eletrobras. Hoje, boa parte da rede da Telebras usa os cabos OPGW da rede do sistema Eletrobras. "Definimos todo o arcabouço para negociar com outras empresas do sistema Eletrobras", diz ele.

"Nós temos que fazer grandes investimentos em rede de fibra ótica e não temos como fazer isso sem as redes de transmissão de energia", afirma o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que também esteve presente na assinatura do contrato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.