Star One investe US$ 400 milhões e anuncia primeiro satélite com banda Ka

O operadora de satélites Star One, controlada pela Embratel, bateu o martelo e definiu sua estratégia para o primeiro artefato com banda Ka, que permitirá a oferta de banda larga via satélite a custos acessíveis. Com investimentos de US$ 400 milhões, o Star One D1 cobrirá as Américas do Sul e Central, além do México, e agrega além da banda Ka, transponders em bandas C e Ku.

A canadense-americana Space Systems Loral fará a construção do artefato que pesará 6 toneladas e trará 28 transponders em banda C, 24 em banda Ku e cerca de 300 transponders equivalentes de 36 MHz em banda Ka. O D1 está programado para ser lançado pela francesa Arianespace no primeiro trimestre de 2016 a partir da base de Kourou, na Guiana Francesa.

O novo satélite substituirá o satélite Brasilsat B4 na posição orbital 84°W e dará continuidade aos serviços em banda C providos por este último na região. A banda Ku atenderá às demandas de dados, vídeo e Internet para clientes corporativos e governo no Brasil e na América Latina. E a banda Ka, com coberturas nas regiões Nordeste, Sul e Sudeste, além de partes do Norte e Centro-Oeste brasileiros, oferecerá serviços de transmissão de dados, backhaul de telefonia móvel e atenderá o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL).

Em nota, a Star One garante que o D1 terá capacidade para atender futuras demandas que surgirão com as Olimpíadas de 2016.

Evento

A StarOne vinha trabalhando em sua estratégia para a banda Ka desde o meados do ano passado, quando o diretor geral da empresa revelou durante último Congresso Latino-americano de Satélites que um futuro artefato com capacidade para banda larga poderia ocupar a posição do B4. "Vamos ter que repor um satélite da nossa frota e podemos colocar banda Ka lá, na posição 84", disse ele na ocasião.

O presidente da Star One, Gustavo Silbert, detalhará os planos da empresa durante a edição de 2013 do Congresso Latino-americano de Satélites, organizado pela Converge Comunicações (que edita este noticiário) nos dias 5 e 6 de setembro, no Rio de Janeiro.

O Congresso Latino-americano de Satélites reúne os representantes do Governo e dirigentes do setor para discutir e debater as principais questões que envolvem o mercado satelital. Mais informações pelo site www.teletime.com.br/eventos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.