Telebrás tem prejuízo de R$ 55,4 milhões no semestre

A Telebrás acumulou prejuízo de R$ 55,4 milhões no primeiro semestre deste ano, por conta de gastos administrativos e do pagamento de encargos sociais. Os prejuízos da companhia cresceram 500% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando as receitas negativas somaram R$ 10,5 milhões.
Entre janeiro e junho deste ano, a Telebrás somou R$ 19,1 milhões em receitas com aplicações financeiras, enquanto as despesas da companhia atingiram R$ 74,5 milhões.
Em relatório financeiro, divulgado nesta tarde, a estatal afirma que teve os custos pressionados pelo retorno de funcionários cedidos à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e pela contratação de novos colaboradores.

Notícias relacionadas
Outro vetor de prejuízo para a Telebrás foi o pagamento do Plano de Indenização por Serviços Prestados (PISP), espécie de plano de demissão voluntária acordado logo após a privatização do setor. Nos seis meses de 2011, apenas o PISP custou 25,6 milhões à companhia.
De acordo com o relatório, a Telebrás encerrou o primeiro semestre com patrimônio líquido negativo de R$ 66,8 milhões, por conta dos custos. Entretanto a estatal justificou os gastos com a importância da implantação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).
A empresa informou também que mantém 129 pessoas em seu quadro de funcionários; porém, 77 permanecem na Anatel e outros 28 trabalham em outros órgãos públicos. A previsão é de que eles voltem à Telebrás até o final deste ano.
Neste segundo semestre também são aguardados repasses que somarão R$ 350 milhões, para capitalizar a estatal para o PNBL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.