Spin-off de torres da América Móvil no México fica para setembro

A agência reguladora mexicana, o Instituto Federal de Telecomunicaciones (IFT, ou Ifetel, como é comumente chamado), deverá discutir com a América Móvil (AMX) em agosto a criação de uma sociedade anônima resultado do spin-off de 10,8 mil torres da Telcel no México. A nova companhia, batizada de Telesites, seria então lançada somente em setembro, de acordo com o periódico El Financiero nesta quarta-feira, 15, citando o presidente da IFT, Gabriel Contreras. De capital flutuante, a empresa se encarregaria da construção, instalação, conservação, operação e comercialização de diversos ativos de torres e infraestruturas no país, cobrindo 93% do território mexicano.

Notícias relacionadas
A Telesites é fruto do comprometimento da América Móvil de se desfazer de ativos para deixar de ter poder de mercado significativo no mercado doméstico, exigência do IFT após a adoção das novas regras em 2013. A companhia do bilionário Carlos Slim, que no Brasil controla a Claro, Embratel e Net, já prometera fazer o desinvestimento para se adequar à regulação.

Antes de realizar a oferta pública inicial (IPO) da Telesites, a AMX solicitou à Comisión Nacional Bancaria y de Valores do México a autorização para alocar 21 bilhões de pesos mexicanos em papéis de ações para criar a Opsimex, uma nova empresa que resultará da cisão do negócio de infraestrutura de sites da Telcel. Se tudo der certo, a nova empresa será o segundo maior player do setor na América Latina e competirá com American Tower, Centennial, Torrecom, Mexico Tower Partners e IIMT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.