Brasília pode ser primeira capital a ser liberada para 5G em 3,5 GHz

Foto: Cristiano Menusi/Wikimedia Commons

Ainda é cedo para assegurar que será possível a liberação de alguma capital ainda em julho para início das operações de 5G na faixa de 3,5 GHz, mas pelo menos uma boa notícia surgiu na reunião do GAISPI desta quarta, dia 15: aparentemente, Brasília terá condições de ser liberada. O GAISPI é o grupo executivo que acompanha os trabalhos da EAF, entidade responsável pela implementação dos compromissos da faixa de 3,5 GHz.

As duas missões mais imediatas da EAF são assegurar que os serviços profissionais de satélite (FSS) não sofram interferências, e também iniciar a distribuição de kits de recepção dos sinais de TV aberta em banda Ku para os banaficiários do cadastro único que dependam da tecnologia. Brasília surge no horizonte como a capital mais simples de ser rapidamente operacionalizada, mas o GAISPI ainda quer acompanhar o início dos trabalhos para poder autorizar definitivamente as transmissões de 5G na faixa de 3,5 GHz.

Vale lembrar que o mesmo GAISPI havia proposto, e o conselho diretor da Anatel ratificou, a postergação por 60 dias do prazo para início das operações, devido a problemas logísticos na importação dos kits necessários para mitigação das interferências. Como Brasília requer uma quantidade pequena de filtros (são 97 estações que precisam dos LNBFs) e tem poucas famílias do Cadastro Único dependentes do satélite para assistir TV (3,4 mil), seria mais viável atender a capital primeiro. O martelo pode ser batido em reunião extraordinária do GAISPI ou na próxima reunião ordinária, dia 13 de julho.

Notícias relacionadas

Fora isso, ainda não houve mudanças de cronograma dentro da apresentação feita pela EAF, apurou este noticiário.

Evento

No próximo dia 4 de julho, TELETIME realiza em São Paulo o TELETIME Tec 5G&Wireless, com presença confirmada do conselheiro Moisés Moreira, presidente do GAISPI. O evento discute o cenário para o lançamento das primeiras operações de 5G, o estágio atual de implementação das redes, a estratégia dos grandes operadores e dos entrantes no mercado de 5G. Mais informações pelo site www.teletimetec.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.