Pagamento por WhatsApp é lançado no Brasil

[Publicado no Mobile Time] O Brasil é o primeiro mercado no mundo em que é possível realizar pagamentos através do WhatsApp com o serviço Facebook Pay. A funcionalidade está presente em uma nova atualização do aplicativo para clientes brasileiros que está sendo disponibilizada gradualmente ao longo das próximas semanas. O Facebook Pay havia sido anunciado por Mark Zuckerberg alguns meses atrás, e no futuro será estendido para outros aplicativos do grupo, como Instagram e o próprio Facebook, como o nome sugere. Vale lembrar que o WhatsApp já oferece pagamentos no mercado indiano, mas não é com a infraestrutura do Facebook Pay.

Para realizar pagamentos dentro do WhatsApp, o usuário precisa cadastrar um cartão de débito ou de crédito. Nesta primeira fase, conseguem participar apenas clientes com cartões emitidos por Banco do Brasil (Visa), Nubank (Mastercard) e Sicredi (Visa e Mastercard). A empresa informa estar aberta a outros parceiros.

A opção de pagamento está acessível através do ícone do clipe de papel, dentro de qualquer conversa. Ao tentar realizar uma transferência pela primeira vez, o consumidor é convidado a cadastrar seu cartão de débito ou crédito no Facebook Pay. É preciso informar dados pessoais (nome e CPF) e dados do cartão (número, data de validade e CVV). É feita ainda uma verificação do cartão através de SMS, email ou app do banco, à escolha do usuário. Por segurança, é criada uma senha numérica de seis dígitos para o Facebook Pay. Em celulares compatíveis, a biometria pode ser usada também para a autenticação ao serviço. Veja vídeo ensinando sobre o processo de cadastro:

Uma vez cadastrado o cartão, o usuário pode realizar pagamentos dentro de qualquer conversa no WhatsApp com pessoas ou empresas, sem necessidade de acessar o app do banco emissor do cartão. Basta informar o valor e digitar a senha do Facebook Pay. Para pessoas físicas podem ser feitas transferências a partir de cartões de débito. Os limites para recebimento por pessoa física são: R$ 1 mil por transação; vinte transações por dia; e R$ 5 mil por mês. Para empresas, os pagamentos podem ser feitos em débito ou crédito e não há limite. O histórico de transações no Facebook Pay pode ser consultado dentro do WhatsApp. O serviço de pagamento está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana. Não há cobrança de taxas pelo WhatsApp para o consumidor final.

Empresas

O Facebook Pay no WhatsApp por enquanto ainda não foi disponibilizado para as grandes empresas com contas no WhastApp API. Nesta primeira fase, ele funciona por meio do aplicativo WhatsApp Business, utilizado por pequenas e médias empresas, assim como por profissionais autônomos e prestadores de serviços. O processamento dos pagamentos é feito pela Cielo. As empresas que quiserem receber pagamentos pelo WhatsApp precisam ter uma conta na Cielo na qual cadastram uma conta bancária para o recebimento dos valores. Pagamentos em débito são liquidados em um dia e no crédito, em dois dias.

Taxa

A Cielo não cobra nada pelo processamento das transferências entre pessoas físicas dentro do WhatsApp. Já no caso de pagamentos para empresas é cobrada uma taxa de 3,99% do recebedor, independentemente de a transação ter sido feita com cartão de débito ou de crédito. Não foi informado de quanto seria a participação do WhatsApp sobre essa taxa.Consultado por Mobile Time, o WhatsApp respondeu o seguinte através de sua assessoria de imprensa: "Nosso foco é apoiar pequenas empresas e trazê-las para a economia digital. Estamos cobrando uma taxa consistente com os padrões do setor para processamento de cartão de crédito. À medida que trouxermos mais recursos e capacidades no futuro, continuaremos desenvolvendo nossos negócios para apoiar pequenas empresas com ferramentas para ajudá-las a se conectar com clientes e processar transações".

Confira aqui a análise do editor do Mobile Time sobre a chegada do serviço.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.