Gemalto aposta na adoção de identificação móvel por bancos e governos

A utilização do celular como canal de identificação de usuários para serviços diversos, como compras, pagamentos e acesso a conteúdo na web, é uma nova fonte de receita para as operadoras móveis. A Gemalto desenvolveu uma solução criptografada de identificação baseada no SIMcard e que pode ser oferecida a terceiros, com a anuência das operadoras, obviamente. Um banco norueguês e o governo de Omã são os dois primeiros grandes clientes da solução, que já soma mais de 1 milhão de usuários. Uma das vantagens dessa solução é que funciona em qualquer celular, mesmo os mais básicos, sem depender de aplicativos.

Notícias relacionadas
No caso de bancos ou de qualquer outro site na web, a ideia é substituir o nome de usuário pelo número de celular do correntista. Este recebe uma mensagem em seu telefone quando tenta acessar o site. Basta então digitar sua senha no telefone para liberar o acesso à pagina via desktop. "As pessoas costumam usar diferentes usernames para diferentes serviços, mas com a mesma senha. O difícil às vezes é lembrar o username", comenta Tomi Soininen, diretor de mobile ID da Gemalto, que esteve no Brasil esta semana para participar do Mobile 360, no Rio de Janeiro. O banco norueguês em questão tem 3,5 milhões de correntistas, dos quais cerca de 600 mil utilizam a identificação móvel. Segundo o executivo, o grupo realiza mais transações eletrônicas que aqueles que seguem usando o token físico para autenticação.

Soininen reconhece que a identificação via SIMcard para terceiros (ou seja, não-operadoras), está apenas começando. Um dos maiores desafios é conseguir a cooperação das teles, especialmente em mercados com grande competição em telefonia móvel, como o Brasil, onde quatro companhias dividem o mercado praticamente em partes iguais. "A cooperação é importante. É preciso botar o consumidor no centro", avalia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.