Novo edital do Gesac abrirá mais espaço para 3G

O novo edital para o programa Gesac deverá ser desenhado de forma a possibilitar uma maior participação de operadoras de telefonia móvel, através da banda larga em redes de terceira geração (3G). A informação foi dada pelo diretor do departamento de serviços de inclusão digital da Secretaria de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Heliomar Medeiros. A decisão se deve ao fato de faltar capacidade satelital para dar conta do projeto. A ideia original era de que o edital contemplasse 12 mil pontos a serem conectados à internet. Mas em uma reunião realizada esta semana foi levantada a necessidade de se acrescentar outros 7 mil pontos, principalmente telecentros, informou Medeiros.
No edital anterior, no qual a Embratel sagrou-se vencedora, já era permitida a participação de operadoras móveis, mas eles precisavam se aliar a alguma prestadora de serviços satelitais para conseguir atender às metas. É provável que no novo edital as metas sejam divididas em grupos menores, de forma que alguns deles atraiam as operadoras móveis. "Teremos que ser mais criativos nesse edital", comentou Medeiros. A expectativa é de que o novo edital seja lançado ainda este ano.
Medeiros participou nesta quarta-feira, 15, da nona edição do evento Rio Wireless, no Rio de Janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.