Europa aprova fusão entre AT&T e Time Warner

A Comissão Europeia aprovou nesta quarta, 15, a fusão da AT&T com a Time Warner nos Estados Unidos. Na avaliação da entidade, como a operadora norte-americana só provê serviços de telecomunicações para clientes corporativos na Área Econômica Europeia (EAA, na sigla em inglês), a aquisição "não levantaria preocupações de competição porque não há sobreposição entre as atividades das partes na EAA". A Comissão informou ainda que a transação foi avaliada pelo procedimento simplificado de revisões de fusões.

A compra da Time Warner foi anunciada pela AT&T em outubro do ano passado. A transação tem valor de aproximadamente US$ 85,4 bilhões, mas somando a dívida da Time Warner é uma operação de US$ 108,7 bilhões, o que a coloca entre as maiores operações de compra já realizadas no mundo, e uma das mais relevantes em termos estratégicos. Ainda está pendente a aprovação do Departamento de Justiça dos EUA. No Brasil, há algumas questões que precisam ser resolvidas por conta da Sky, que é subsidiária da AT&T. Pela Lei do SeAC (nº 12.485/2011), não é possível uma empresa do mercado de programação ser controladora de outra de telecomunicações, e vice-versa. Existe uma dúvida em relação a como, e se, a operação seria enfrentada pelos reguladores brasileiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.