Terra busca conteúdos "realmente locais" para serviço de vídeo

Uma das principais estratégias do Terra para conquistar a popularidade de seu novo serviço de vídeo é buscar conteúdos "realmente locais". Segundo Pedro Rolla, diretor de mídia do Terra, o SundayTV, oficialmente lançado esta semana (veja a nota Terra lança serviço de video-on-demand SundayTV), conta com uma equipe de "cinco ou seis pessoas" dedicadas a buscar conteúdos locais. "Não é apenas o show do Rafinha Bastos, temos conteúdo regionais no Rio Grande do Sul e no Pará", exemplificou o executivo no Congresso TV2.0, que acontece nestas quinta e sexta, em São Paulo. Como exemplo, ele cita o "Guri de Uruguaiana" que grava shows locais em diversas cidades do Rio Grande do Sul. "Os artistas regionais tornam-se importantes divulgadores do nosso serviço em seus shows", diz. Para o Terra, este conteúdo tem alto valor agregado, a ponto de ser vantajoso comprar o conteúdo, e não apenas adotar o modelo de revenue share.

Internacionalização

O novo serviço surgiu como uma evolução da plataforma de VOD do Terra e cobre toda a América Latina. Segundo Rolla, a ideia é expandir o serviço a outros territórios. "Não é um produto americano que desembarcou aqui, sem presença local. Vamos começar aqui e podemos ir para os Estados Unidos e a Europa", disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.