Tráfego de chamadas internacionais desaquece no mundo, diz estudo

Após uma explosão no volume de tráfego de telefonia internacional nos anos 2000, há cinco anos o crescimento deste mercado tem estacionado em apenas um dígito. E se em 2011 ainda foi registrado 9% de crescimento, a estimativa da TeleGeography divulgada nesta semana é de que 2012 tenha registrado apenas 5% de aumento, totalizando 490 bilhões de minutos. Há um elemento cada vez mais forte nisto: 34% do total foi transportado por serviços de VoIP, e a tendência é que isso cresça.

O estudo da TeleGeography afirma que a recessão econômica mundial entre 2007 e 2009 motivou a queda no volume de chamadas internacionais, notadamente oriundas de usuários nos Estados Unidos para a América Central. Embora a demanda por ligações deste tipo ainda exista, o crescimento é tímido se comparado com o de serviços como Skype, que registrou 167 bilhões de minutos em 2012 e crescimento de 44%.

O grande número de celulares acaba por ajudar este mercado de ligações internacionais, correspondendo a 43% das chamadas originadas e 58% das recebidas até 2011. No entanto, o setor móvel tem 82% das receitas das operadoras em vendas por atacado. A desproporção se dá por conta do alto custo de interconexão internacional, embora o estudo afirme que alguns órgãos reguladores "em vários países" têm lutado para diminuir essa desigualdade em relação à telefonia fixa.

Cenário pessimista

A TeleGeography afirma que as operadoras estão buscando estratégias para lidar com as "circunstâncias difíceis" do mercado de telecomunicações internacionais. Enquanto algumas teles buscam focar em regiões específicas como África Subsaariana, Oriente Médio, Leste Europeu ou Ásia Central; outras procuram reduzir preços para conseguir uma economia de escala maior. Em particular, a norte-americana Verizon adota uma estratégia diferente: permitir o declínio do volume e da receita bruta para obter maiores margens. De qualquer forma, a previsão é de que o tráfego de voz internacional transportado por operadoras cresça anualmente entre 4% e 5% de 2013 a 2017, embora as receitas possam até cair.

Com tudo isso, o setor acaba por ter uma previsão amarga. A companhia de pesquisa acredita que os serviços de chamadas internacionais viraram um "jogo de zero a zero", no qual as operadoras só conseguem crescer se tirarem clientes da concorrência. E atualizar este tipo de serviço para a rede IP pode ser também um processo delicado, já que é difícil justificar o Capex para um negócio que inevitavelmente irá arrefecer. Além disso, a pressão regulatória deverá fazer com que as interconexões móveis diminuam de preço, afetando todo o mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.