"Mobile Internet servirá para o long tail", diz CEO do grupo publicitário WPP

O debate sobre os efeitos da popularização dos aplicativos móveis continuou no Mobile World Congress, em Barcelona, nesta terça-feira, 15. Na opinião de Martin Sorrell, CEO da WPP, um dos maiores grupos de publicidade e marketing do mundo, a web não vai acabar, mas a Internet móvel (acessada pela Web) passará a servir às pesquisas por conteúdos muito específicos e de nicho, o chamado "long tail", enquanto a maior parte do tráfego virá dos aplicativos móveis. Ele prevê que em 2014, um terço da receita com aplicativos virá de publicidade. "Vamos estimular nossas empresas a investir agressivamente em mobilidade", afirmou. O grupo WPP ajuda seus clientes a administrar aproximadamente US$ 70 bilhões de investimento em mídia por ano.
Sorrell encara o Twitter e o Facebook como as novas empresas de mídia. E entende que no celular elas podem cobrar um preço premium por publicidade personalizada que leve em conta a localização do usuário.
Em 2010, houve 5,2 bilhões de downloads de aplicativos móveis em todas as plataformas existentes, o que gerou uma receita de 1,1 bilhão de euros, segundo dados da WAC.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.