UOL negocia corte de custos com empresas de telecomunicações

O UOL está negociando com empresas de telecomunicações uma redução drástica nos custos operacionais. O provedor, a exemplo dos demais provedores de acesso, tem sofrido com a retração do mercado publicitário para Internet, segundo fonte da direção da empresa.
A informação pode explicar a série de boatos que circularam no mercado nesta quinta, dia 14, segundo os quais a Telefônica estaria comprando o UOL, especialmente depois da divulgação do balanço financeiro ruim.
Nesta quinta, 14, a UOL Inc., holding controladora do provedor, divulgou os resultados do terceiro trimestre. O prejuízo acumulado no ano foi de R$ 239,4 milhões, 84,7% a mais que no mesmo período de 2001, o que foi atribuído à amortização do ágio do Zip.net (feito de uma única vez), queda de receitas publicitárias e desvalorização cambial. O patrimônio líquido foi negativo em R$ 57,445 milhões no final de setembro. A receita líquida, que cresceu 23,8% no período, foi para R$ 329,489 milhões.

Notícias relacionadas
O UOL registrou crescimento da base de assinantes de 16% em relação ao terceiro trimestre de 2001, e fechou setembro com 1,521 milhão de usuários (com crescimento de 7 mil assinantes no terceiro trimestre). Por outro lado, a receita com publicidade caiu 32% nos nove primeiros meses do ano em relação a 2001 e ficou em R$ 32,1 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.