Vivo apresenta projeto de irrigação conectada para fazenda 4.0

Em parceria com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), a Vivo Empresas (braço B2B da Telefônica Brasil) apresentou uma solução de Internet das Coisas (IoT) para sistemas de irrigação conectados. Realizada na cidade de Piracicaba (SP), a demonstração ofereceu cobertura para cerca de 100 mil m² (ou 10 hectares).

A área já contava com um sistema de irrigação (com pivô central para cultivo de milho, cana-de-açúcar e soja) e um lisímetro (instrumento utilizado na medição da evapotranspiração). A partir de solução de estação meteorológica fornecida pela startup Ativa Soluções e de redes 4G, indicadores atmosféricos em tempo real foram integrados ao ecossistema.

"Neste processo, a conectividade da estação meteorológica torna-se essencial. Caso o lisímetro indique que a água facilmente disponível no solo esteja no final – isso associado a uma previsão de tempo seco -, automaticamente o pivô central será acionado para liberar exatamente a quantidade de água necessária para aquela cultura", explicou o head de marketing e produtos IoT/big data B2B da Vivo, Diego Aguiar.

Segundo a empresa, o projeto pode habilitar benefícios operacionais como redução de falhas decorrentes de erros humanos ou custos, aumento na produtividade e racionalização do consumo de água e energia.

A Ativa Soluções é uma das seis startups escolhidas no início do ano para compor o Agro IoT Lab. Desenvolvida pela Vivo ao lado de Raízen, Esalq-USP e Ericsson, a iniciativa busca fomentar o desenvolvimento de aplicações para o campo com base em IoT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.