Usuários de 3G devem somar quase 6 milhões até fim do ano

A Huawei aproveitou a Futurecom, evento de telecomunicações que acontece nesta semana em São Paulo, para apresentar mais uma edição de seu balanço da banda larga móvel, anunciado trimestralmente pela companhia. O levantamento prevê que no último trimestre deste ano devem ser adicionados mais 1 milhão de assinantes 3G à base atual, somando 5,9 milhões de acessos até o final do ano. Em 2011, segundo o estudo, a banda larga móvel deve ultrapassar a fixa no país, o que representa um atraso de três anos em relação à média mundial. Em 2014, este número deve chegar a 60 milhões de acessos, duas vezes mais que a previsão para a banda larga móvel. Em um comparativo da densidade de acessos em banda larga móvel a cada 100 habitantes, as estimativas mostram que o Brasil registrará densidade de 3,1 ao final de 2009. Em 2014, a densidade da banda larga móvel deve ser de 30 para cada 100 assinantes e ser duas vezes maior que a banda larga fixa (15,1). "A redução nos preços dos aparelhos é outra tendência e irá acelerar a participação da banda larga móvel no total de celulares, que hoje é de apenas 3%", diz Yan Di, gerente de marketing da Huawei para a América Latina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.