Publicidade
Início Newsletter Facebook Connectivity procura perspectiva agnóstica para o Brasil

Facebook Connectivity procura perspectiva agnóstica para o Brasil

Diretora do Facebook Connectivity no Brasil, Ana Luiza Valadares, durante Painel Telebrasil 2021

[Publicado originalmente no Mobile Time] O Facebook Connectivity aprova a disponibilização da faixa 6 GHz para o Wi-Fi e já se prepara para oferecer novos serviços que se beneficiarão do uso desse espectro, com aplicaçÕes para óculos de realidades aumentada e virtual, por exemplo.

“Teremos uma possibilidade de termos uma rede sem fio muito mais veloz. O Wi-Fi 6 terá um papel fundamental para superar o gargalo de conectividade dentro de casa, por exemplo. O Brasil deu exemplo para o mundo”, disse Ana Luiza Valadares, diretora do Facebook Connectivity, durante sua participação no Painel Telebrasil nesta terça-feira, 14.

Conectividade

Notícias relacionadas

O Facebook Connectivity é uma divisão da empresa norte-americana que estimula e desenvolve soluções para baratear a conexão de Internet ou para expandi-la. Para isso, atua e conversa com todos os agentes desse ecossistema, como desenvolvedores de softwares, fabricantes de equipamentos, empresas de telecomunicações e poder público para levar conectividade para áreas nada ou pouco desenvolvidas nesse sentido. A divisão aborda uma perspectiva agnóstica e acredita numa conectividade transversal, na qual as redes são complementares e cada uma possui um papel diferente.

“É preciso termos redes robustas e de confiabilidade porque o tráfego cada vez mais vai aumentar. E para a gente não importa se é uso de rede fixa, móvel ou satelital. É importante que as pessoas usem e que a experiência seja favorável. É preciso lembrar que existem no mundo 3,6 bilhões de pessoas sem conexão alguma. Estamos focados em atender essas pessoas. Por isso desenhamos nossos apps para serem ultraleves. É possível usar o Facebook ou o Instagram, por exemplo, em qualquer lugar do Brasil. Vai rodar. Pode ser que não rodem todas as funções, como vídeo. Mas a pessoa vai conseguir usar”, diz.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile