Mercado viverá fase de expansão com novos lançamentos

O mercado de satélites no Brasil deve enfrentar uma fase de expansão com novos lançamentos. A Intelsat, uma das principais operadoras do mercado, planeja para o mercado local um de seus satélites Epic, com múltiplos spots e alta performance, potência e taxa de transmissão. Segundo Estevão Guizoni, diretor geral da Intelsat do Brasil, o país estará na cobertura do Intelsat 29E, que operará em banda Ku e tem capacidade de tráfego de 60 Gbps. "Será  um satélite voltado a operadores e corporações. Não para usuários finais. Nosso foco é corporativo.
Já a SES planeja para o próximo ano  o SES 6, que terá grande capacidade para a América do Sul e coberturas especialmente planejadas para o Brasil.
A SES não tem planos de lançar uma oferta de banda Ka no curto prazo no Brasil.
Não é o caso da Hispamar, que terá uma cobertura em banda Ka no Amazonas 3, planejado para ser lançado no primeiro trimestre do ano que vem. Especificamente para banda Ka, o primeiro satélite da Hispamar deve subir apenas em 2015, com o Amazonas 4.
Já a Telesat planeja lançar imediatamente para o Brasil até o final do ano o Anick G1, que terá capacidade adicional de 12 transponderes em Ku e 12 em banda C. Para a Telesat, o investimento em banda Ka para o Brasil, devido à questão das chuvas, traz um risco adicional, e isso só entrará no planejamento da empresa caso haja demanda de algum operador.
Os novos planos se somam ainda à perspectiva de entrada em operação de um satélite em banda Ku da Hughes (e outros dois em banda Ka e S), ao lançamento do C3 da StarOne no final do ano e ao C4 em 2014.
Os planos das operadoras foram detalhados no Congresso Latino-americano de Satélites, realizado pela Converge esta semana, no Rio de Janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.