Dantas de volta à BrT? Telecom Italia pode ser o caminho

São crescentes os rumores no mercado sobre uma possível manobra societária que tornaria evidente a relação entre a possibilidade de vender a TIM no Brasil, manifestada por Marco Tronchetti Provera, presidente mundial da Telecom Italia, e a solução do problema de sobreposição de licenças entre a empresa e a Brasil Telecom. Esta operação, se concretizada, poderia ser um caminho para que Daniel Dantas e seu grupo Opportunity pudessem voltar ao bloco de controle da BrT, apostam fontes bem informadas. Dantas estaria negociando nesse momento, juntamente com o empresário Naji Nahas, amigo de Provera, a manobra.
A especulação é que Dantas assumiria as ações que a Telecom Italia tem na Solpart, holding controladora da Brasil Telecom. São 38% das ações ordinárias, e são justamente estas ações que criam a sobreposição de licenças entre TIM e BrT. Não é um percentual que dê maioria no controle da empresa, mas dá ao seu detentor direito de veto sobre uma série de decisões (como qualquer grande contratação ou aquisição) e a possibilidade de nomear alguns dos diretores, além, é claro, da participação no conselho e nas decisões estratégicas da empresa. Estando de volta ao dia-a-dia da Brasil Telecom, o Opportunity valorizaria sua posição e ainda poderia ser "carregado" em caso de venda da empresa, qualquer que seja a alternativa de saída que fundos de pensão e Citibank encontrem para realizar seus investimentos na tele. Vale lembrar que o Opportunity tem ainda um grande volume de ações diretas na BrT, que não fazem parte do controle, mas que poderiam ser incluídas em qualquer negociação.
Para conseguir entrar na Solpart, contudo, Dantas não terá um caminho simples, pois os fundos de pensão e o Citibank teriam a preferência de compra da parte da Telecom Italia. Mas o Opportunity poderia, por exemplo, se tornar o agente fiduciário destas ações, solução possível para que a Anatel considere resolvido o problema da sobreposição de licenças entre TIM e Brasil Telecom.
O que Dantas ofereceria à Telecom Italia em troca desse retorno à Brasil Telecom? A especulação corrente é que ele faria, juntamente com Naji Nahas e suas boas relações com Provera, o meio de campo para que a TIM seja comprada pela Telefônica ou pela Claro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.