"Bundling é diferente de convergência", diz CEO da Oi

"Há uma diferença entre bundle e convergência. Hoje estamos em uma fase de bundling. Mas, com investimentos em TI e em operações de campo, poderemos caminhar para uma oferta verdadeiramente convergente", disse o CEO da Oi, Zeinal Bava, em teleconferência com analistas nesta quarta-feira, 14. "Para entregar convergência é preciso oferecer uma experiência única", complementou.

O que o executivo quis dizer é que não basta vender pacotes com três ou quatro serviços juntos. É preciso integrá-los. É por isso, por exemplo, que a Oi pretende adotar set-top boxes híbridos, que recebem tanto o sinal de TV via DTH (satélite) quanto de Internet fixa, para atender às casas dos clientes que têm sua banda larga fixa, o Velox. "Isso vai garantir maior interação com os clientes, pois quem tiver o Velox terá uma experiência melhor (de TV por assinatura)", exemplificou.

Regionais

O executivo prometeu também dar mais autonomia para as diretorias regionais da empresa. "A realidade do Brasil muda de região para região. Queremos dar mais poder às regionais porque elas estão mais próximas do mercado, para atender às necessidades de seus clientes. É necessária uma abordagem granular, tanto em promoções quanto em investimentos", disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.