Oi fecha segundo trimestre com prejuízo de R$ 146 milhões

A Tele Norte Leste Participações (TNLP), holding do grupo Oi, encerrou o segundo trimestre com prejuízo líquido de R$ 146 milhões. Um ano antes, a empresa havia lucrado R$ 288 milhões. Entre janeiro e março deste ano o lucro havia sido de R$ 11 milhões. A companhia atribui o resultado negativo principalmente à amortização de ágio relativo à compra da Brasil Telecom (BrT).
A receita líquida no segundo trimestre registrou uma pequena redução de 2,4% na comparação com o mesmo período do ano passado, baixando para R$ 7,3 bilhões. O Ebitda, por sua vez, foi de R$ 2,4 bilhões, o que representa uma queda de 6,6% frente ao segundo trimestre de 2008. A diminuição do Ebitda é explicada pela fase de lançamento de operações em São Paulo. A margem Ebitda da companhia foi de 33,5%, ante 35,1% 12 meses atrás.
A dívida líquida da TNLP ao fim de junho era de R$ 21,6 bilhões: 174% superior aos R$ 7,9 bilhões verificados um ano antes. A razão para o crescimento da dívida foram os gastos com a compra da BrT e com as ofertas públicas obrigatórias para aquisição de ações dos minoritários dessa companhia.

Notícias relacionadas
Operacional
Na telefonia fixa, a base de assinantes do grupo manteve-se praticamente estável em comparação com o segundo trimestre do ano passado: 21,75 milhões de linhas em serviço. A receita média por usuário de telefonia fixa (ARPU), contudo, caiu 5,8% em um ano, baixando de R$ 60,8 para R$ 57,3.
Em banda larga, a Oi terminou o semestre com 4,07 milhões de assinantes, o que representa um crescimento anual de 15,7%.
Em telefonia móvel, a Oi alcançou a marca de 33,9 milhões de assinantes ao fim de junho, sendo 15,3% pós-pagos. Em 12 meses, houve um crescimento de 8,62 milhões de usuários, o que representa um aumento anual de 34%. Somente em São Paulo foram conquistados 3,2 milhões de assinantes desde a entrada em operação no segundo semestre de 2008. Ao fim de junho, a Oi tinha 327 mil usuários de mini-modens 3G. O ARPU médio de telefonia móvel no segundo trimestre foi de R$ 21. Isso significa uma queda de 15% em relação ao segundo trimestre de 2008, quando o ARPU fora de R$ 24,7.
O market share da Oi em telefonia móvel nas regiões 1, 2 e 3 ao fim de junho era de, respectivamente: 30,3%, 16,2% e 9%. Considerando o País inteiro, a participação da Oi era de 21,3% ao fim de junho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.