Furto de cabos da Telefônica cai no primeiro semestre

O furto de cabos de cobre da rede externa da Telefônica caiu 67,12% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2008. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa da Telefônica nesta sexta-feira, 14. Na primeira metade do ano passado, foi subtraído 1,8 mil quilômetro, contra 591,8 quilômetros de janeiro a julho deste ano. De acordo com a nota, a redução é resultado de uma série de medidas da Telefônica com o apoio de autoridades da área de segurança. Entre as iniciativas que coibiram as expropriações estão a instalação de alarmes e braçadeiras de aço próximos aos cabos, colocação de travas nos chassis de caixas subterrâneas e parceria com a Fundação Telefônica para retirar da ilegalidade os sucateiros que trabalhavam com cobre e passaram a comercializar papel. A operadora também disponibilizou um 0800 (0800 144 444) para receber, com sigilo, denúncias específicas da população sobre furto de cabo. A nota informa também que, em um período de um ano, cerca de 2 milhões de usuários ficaram sem serviços de telefonia por conta do furto de cabos de cobre.
Metal valioso
Por se tratar de um eficiente condutor elétrico, o cobre é largamente utilizado por diversas indústrias, sobretudo as de telecomunicações e de energia. Tal uso, somado ao fato de ser uma matéria-prima finita, fez do cobre um elemento valioso e com relativo valor comercial. Cada tonelada de cobre no final do primeiro semestre está cotada no mercado internacional em US$ 5 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.