Desbloqueio de aparelhos da Oi não assusta concorrentes

O desbloqueio de telefones celulares adotado pela Oi não assustou suas concorrentes TIM e Claro. As duas operadoras também vendem aparelhos desbloqueados, neste caso sem subsídio ao preço nem contrato de fidelização. A opção é do cliente, disse o presidente da Claro, João Cox, a este noticiário: ?Posso fazer como a Oi, vender aparelho sem subsídio, desbloqueado, ou dar de graça. No plano pós-pago, nossos aparelhos são grátis e procuramos ter tarifas competitivas.? O presidente da TIM, Mario Cesar Araujo, explicou que o subsídio requer uma contrapartida do cliente: ?Se reduzimos 50% e no mês seguinte o cliente cancela o serviço, não há empresa que resista. Então, propomos um contrato em que o cliente concorda que pagará o aparelho com o uso do plano.? Neste caso, se o assinante desiste do serviço, paga a diferença do preço do aparelho.
Essas são estratégias adaptadas por cada empresa. No caso da Oi, que optou por não mais vender aparelhos, mas apenas chips, não há por que bloquear aparelho, disse Araujo.

Incentivo ao pré-pago

Como pré e pós-pago são formas diferentes de pagamento, a Claro criou incentivos diferentes também para cada serviço e a expectativa é que aumente o consumo de minutos no pré-pago, elevando, conseqüentemente, a receita média por usuário. A operadora implantou um programa de bônus progressivo, de acordo com o tempo de permanência do cliente na base, para incentivá-lo a ficar e a consumir mais. O cliente demora em entender uma ação assim e o resultado também é lento, disse Cox, ao justificar por que ainda não apresenta os resultados do programa lançado no final do ano passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.