Intelsat oficializa pedido de recuperação judicial

Confirmando movimento já esperado pelo mercado, a operadora de satélites Intelsat oficializou nesta última quarta-feira, 13, entrada no pedido de recuperação judicial. Visando a reestruturação financeira das operações, a empresa deve buscar o equacionamento de sua dívida, estimada em US$ 14,5 bilhões ao fim de 2019.

Uma das principais razões para a decisão é o desejo da Intelsat em participar da limpeza acelerada da banda C nos EUA, que será leiloada para aplicações 5G. Para cumprir os prazos e ser elegível para receber US$ 4,87 bilhões pela realocação de espectro, a Intelsat precisa gastar mais de US$ 1 bilhão com o processo – que deve começar imediatamente, ou antes do início do reembolso dos custos. A desaceleração econômica causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) também contribuiu para a decisão.

Dessa forma, a Intelsat e algumas de suas subsidiárias entraram voluntariamente com pedido de proteção judicial para reestruturação financeira (Chapter 11) no Tribunal de Falências dos EUA para o Distrito Oriental da Virgínia. A Intelsat General (IGC), que atende os clientes comerciais, governamentais e militares aliados da empresa nos EUA, não faz parte do processo.

Segundo a empresa, as operações diárias e os investimentos de capital continuarão normalmente, inclusive com lançamento de novos satélites. A Intelsat informou possuir compromisso (sujeito à aprovação judicial) de US$ 1 bilhão para novos financiamentos que suportarão novos movimentos, bem como os custos da limpeza da banda C.

A companhia também está apresentando ao tribunal uma série de petições que buscam manter as operações comerciais como de costume e manter compromissos com stakeholders, incluindo funcionários, clientes e fornecedores. Com a aprovação dessas petições (projetada para breve), a Intelsat espera realizar "uma transição suave".

"Ao final deste processo, estaremos com uma base financeira mais forte para o futuro, melhorando ainda mais nosso portfólio líder do setor de serviços de comunicação via satélite abrindo o caminho para que nossa contínua inovação e investimentos beneficiem nossos clientes", afirmou o CEO da Intelsat, Stephen Spengler.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.