Trump tenta suspender bloqueio de vendas da ZTE nos EUA

Candidato Donald Trump

Na semana passada, a fabricante chinesa ZTE informou que iria suspender a fabricação de equipamentos que utilizavam componentes de empresas norte-americanas, como processadores da Qualcomm ou Intel, para smartphones ou hardware de rede. A fornecedora precisou congelar grande parte de suas operações no mundo em decorrência de sanções recebidas pelo departamento de comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês) por conta de investigações de que a fornecedora teria vendido equipamentos de rede com tecnologia americana para o Irã, o que resultou em uma multa de US$ 1,2 bilhão. Porém, a empresa está recebendo ajuda do próprio presidente dos EUA, Donald Trump.

Como é de costume em vários dos seus posicionamentos e comunicados, Trump anunciou pelo Twitter no domingo, 13, que está tentando junto ao governo chinês uma retomada das atividades da ZTE. "O presidente da China, Xi [Jinping], e eu estamos trabalhando para dar à enorme companhia chinesa de telefones, ZTE, uma forma de voltar rápido aos negócios", disse. "Muitos empregos na China foram perdidos."

Segundo Trump, o departamento de comércio "foi instruído em cumprir" a ordem. O governo chinês já havia pedido à FTC e ao governo dos EUA ajuda para aliviar as medidas que provocaram a sanção para a ZTE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.