Receita com serviços de mobilidade corporativa crescerá 49,36% até 2018 na AL

O mercado de serviços de mobilidade corporativa na América Latina acumulou uma receita de US$ 16,53 bilhões em 2012, mas esse valor deverá chegar a US$ 24,69 bilhões em 2018, de acordo com uma pesquisa da Frost & Sullivan divulgada nesta terça-feira, 14. Segundo a consultoria, o crescimento de 49,36% será impulsionado pela disseminação de planos de voz ilimitados, aplicações móveis e serviços de comunicação máquina-a-máquina (M2M).

Notícias relacionadas
Neste último quesito, a pesquisa diz que se espera que as operadoras expandam o portfólio de produtos voltados para o M2M além das tradicionais aplicações em pontos de venda (POS) e rastreamento de frotas, partindo também para os segmentos de saúde e eletricidade. Isso porque há grande potencial em mobile health, com sensores aferindo as condições médicas dos pacientes, e em smartgrids, com a implementação de medidores inteligentes de energia.

A empresa diz que as operadoras estão "melhorando as taxas de adoção de serviços de dados móveis através de smartphones altamente subsidiados e webphones de gama baixa que, por sua vez, estão impulsionando planos pós-pagos de menor franquia e planos híbridos". Entre os serviços citados, estão o push-to-talk (PTT) e as chamadas ilimitadas on-net. "Espera-se também que os planos de serviço de dados caminhem em direção a um preço mais baixo, mas os usuários finais terão de se contentar com limites de tráfego ou redução de velocidade após o término da franquia", afirmou a analista de indústria de ICT da Frost & Sillivan, Maria Agustina Di Genaro, em comunicado.

A empresa diz que atrasos regulatórios na definição de novas regras, licitação de novas frequências e preocupações de segurança são questões importantes que merecem atenção, em especial as políticas de proteção da informação corporativa. A Frost & Sullivan acredita também na oferta de aplicativos móveis inovadores e serviços na nuvem para alavancar o setor.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.