Só 5% da população de países em desenvolvimento têm acesso à banda larga fixa

O número de assinantes de serviços de banda larga fixa no mundo mais que dobrou nos últimos cinco anos, mas a desigualdade no acesso à internet ainda é evidente. Um relatório recente publicado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) revela que, enquanto 26% da população dos países desenvolvidos têm acesso a esses serviços, nos países em desenvolvimento a taxa de penetração da banda larga fixa é de apenas 4,8%.

Notícias relacionadas
O estudo mostra, também, que banda larga móvel cresceu ainda mais rapidamente em termos de usuários. A estimativa de 1,19 bilhão de assinantes desse serviço em 160 países foi atingida no fim do ano passado. Os países em desenvolvimento viram a porcentagem de adoção da banda larga móvel subir de 5,3%, em 2010, para 8,5% no ano seguinte. De acordo com a UIT, o desafio para o serviço fixo e móvel nessas localidades ainda é o preço – embora pesquisas da entidade mostrem que os valores estejam caindo, ainda são relativamente elevados para a população em geral. A busca por diretrizes para regulação dos preços esteve em pauta em 88,6% de órgãos reguladores em todo o mundo no ano passado.

Segundo o relatório, até o fim do ano passado o número de usuários de celulares ficou em cerca de 6 bilhões, ou 86,7% da população mundial. Nos países em desenvolvimento, o índice é de 78,8%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.