Alcatel-Lucent anuncia solução que mescla Wi-Fi e rede celular

No ano passado, uma semana antes do Mobile World Congress, a Alcatel-Lucent anunciou o lançamento do lightRadio, sua família de estações radiobase miniaturizadas. A novidade chamou a atenção da mídia na época. A estratégia de fazer um anúncio importante às vésperas do maior evento de telefonia móvel do mundo foi repetida agora. Nesta terça-feira, 14, a companhia apresentou uma solução para integrar hotspots Wi-Fi com redes celulares tradicionais de maneira que o usuário possa mudar de uma para outra sem perceber, ou seja, sem que sua conexão seja interrompida. Em um cenário onde as operadoras móveis investem cada vez mais em redes Wi-Fi para desafogar suas antenas celulares, vide os movimentos anunciados por Oi, Claro e TIM, a novidade cai como uma luva. Aliás, segundo Wim Sweldes, presidente da divisão wireless da Alcatel-Lucent, 40% dos hotspots Wi-Fi do mundo são controlados por operadoras de telecomunicações. A japonesa KDDI administra 100 mil pontos de acesso com essa tecnologia. A China Telecom somará 1 milhão de hotspots este ano. E a China Mobile, 1 milhão ao fim de 2013.

Notícias relacionadas
A solução da Alcatel-Lucent é composta por três produtos, basicamente. Um é o gateway IP 7750, que permite à operadora o gerenciamento simultâneo de hotspots Wi-Fi e de sua rede tradicional de telecomunicações (fixa e móvel). O segundo é um software de gerenciamento de acesso, batizado de "Automatic Network Discovery and Seleciton Function", embutido no Controlador Dinâmico de Serviços 5780 da Alcatel-Lucent. Por fim, as estações radiobase da família lightRadio que operam em padrões de 4G, 3G e 2G agora também servirão como hotspots Wi-Fi. A solução, que funciona com todos os padrões Wi-Fi, estará disponível comercialmente até o fim deste ano.

Para viabilizar o projeto, a Alcatel-Lucent está trabalhando em parceria com fabricantes de equipamentos e chipsets para Wi-Fi, de forma a garantir a interoperabilidade dos produtos. Entre os parceiros estão a Broadcom, a Qualcomm e a Motorola.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.