Vendas de celulares caem 1% no terceiro trimestre de 2019 no País

Foto: Pixabay.com

[Publicado no Mobile Time] A IDC Brasil divulgou nesta terça-feira, 14, uma queda de 1% no comércio de celulares (feature phones e smartphones) no terceiro trimestre de 2019. Ao todo, foram vendidos 11,3 milhões de handsets no período. Neste cenário, o destaque positivo fica por conta do aumento das vendas de feature phones com 865 mil unidades, incremento de 40,3%. Por outro lado, os smartphones registraram um recuo de 3,3% com 10,5 milhões de unidades.

Renato Meireles, analista de mobile phones e devices na IDC Brasil, explicou que o aumento das vendas de feature phones está ligado à demanda desses aparelhos no Brasil. Mas afirma que não há impacto no comércio de entrada dos dispositivos com o sistema operacional Kai OS. Em relação ao comércio de smartphones, Meireles credita o recuo das vendas ao momento ruim da economia brasileira.

Receitas

O mercado de smartphones registrou R$ 12,3 bilhões em receita, uma queda de 9% na comparação ano a ano. E o mercado de feature phones cresceu 9,6%, com R$ 97,7 mil no período.

Meireles afirmou que os motivos para a redução na receita de vendas de smartphone está no recuo do tíquete médio dos smartphones em 5,7%, uma média de R$ 1.165. O especialista explicou ainda que 88% dos consumidores acabaram comprando smartphones da faixa de preço intermediária, de R$ 700 a R$ 1,1 mil, uma vez que os dispositivos nesta faixa possuem boas câmeras, mais memórias e contam com recursos de inteligência artificial que antes não possuíam. Os features phones também tiveram recuo de 22% no valor médio, com média de R$ 113.

Quatro trimestre

Para o quarto trimestre de 2019, a IDC Brasil estima um aumento nas vendas de smartphones (5,1%) puxado pelo comércio de fim de ano, mas um recuo para o acumulado de 2019 (de 0,5%). Nos feature phones, a expectativa é de crescimento para o quarto trimestre (20,4%) e para o ano todo (23%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.