Smartphones já consomem mais dados que tablets em redes móveis, diz Arieso

A Arieso divulgou nesta segunda-feira, 14, um relatório com a tendência no uso de dados móveis que mostra que a melhoria da capacidade dos novos smartphones está provocando uma mudança no comportamento dos usuários. Pela primeira vez, usuários de smartphone estão consumindo mais dados do que usuários de tablets, com destaque específico para a utilização do iPhone 5 para downloads e do Samsung Galaxy S III para uploads.

Notícias relacionadas

Segundo a Arieso, foi a primeira vez que foi registrada no relatório a tendência de maior uso de dados móveis em smartphones. Dos dez aparelhos com maior consumo (excluindo os modems USB, chamados de dongles), seis eram smartphones, três tablets e um phablet, uma espécie de híbrido de smartphone e tablet.

O consumo de dados do iPhone 5 é quatro vezes superior ao do iPhone 3G, lançado em 2008. Segundo o autor do estudo e CTO da Arieso, Michael Flanagan, isso se dá por conta não apenas da compatibilidade com o LTE (na versão internacional, ainda incompatível com a frequência de 2,5 GHz no Brasil), mas também pela melhor performance gráfica e maior tela, que se traduzem em uma maior atividade dos usuários. "Outra razão é a sincronização na nuvem: muitos dos iPhones 5 são sincronizados no iCloud, o que gera tráfego", explica. Ele reconhece que a função também está presente nas versões anteriores do smartphone da Apple ainda no mercado, mas afirma que os usuários do modelo mais novo têm optado mais por este tipo de ativação do aparelho logo após a compra.

Apesar de ter sido o dispositivo com maior consumo de dados entre 125 aparelhos, o iPhone 5 chegou a ter o domínio desafiado pelo Samsung Galaxy S III. Usuários do dispositivo da companhia sul-coreana foram os que mais enviaram dados – também quatro vezes mais do que o iPhone 3G. A explicação, diz Michel Flanagan, é há uma integração grande do S III com operadoras para serviços como Facebook, Twitter e Foursquare. "Cada vez que você coloca uma atividade mais fácil ou mais atraente para os clientes, isso se traduz em aumento do uso dessa aplicação".

Tablets e phablets

Essa tendência de uso da nuvem se reflete em usuários de outros smartphones, provocando um consumo maior em redes móveis. "Os tablets são usados quase que exclusivamente em Wi-Fi, então tende a ser mais rara a atualização em redes móveis", explica Flanagan, ressaltando ainda que o consumo de bateria é menor. Por outro lado, usuários do iPad consomem 20% menos dados do que usuários do Samsung Galaxy Tab 2 10.1, ainda de acordo com a Arieso.

Outro destaque da pesquisa são os phablets. Falanagan diz que a utilização de aparelhos como o Samsung Galaxy Note II é bem parecida com a do Galaxy S III. "Vemos que, na maior parte, os phablets parecem ser usados de uma maneira mais semelhante a dos smartphones. Conclusão: as capacidades de voz fazem com que esses aparelhos sejam carregados como telefones", explica. Para ele, o iPad mini – que tem uma tela de apenas uma polegada a mais do que o Note II já é uma categoria diferente, com comportamento de uso mais parecido com a dos tablets maiores.

A pesquisa foi conduzida com base nos dados fornecidos anonimamente por "uma grande operadora europeia". A companhia afirma que as tendências de consumo são semelhantes no mundo e que as diferenças regionais são especificadas no relatório.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.