Prestadoras SLEs fornecerão estrutura para banda C

As prestadoras SLEs investiram US$ 1 bilhão nos dois últimos anos, diz Penchel. Com isso, terão condições para fornecer toda a infra-estrutura de redes para os novos players da banda C, cujas operações se iniciam a partir de agosto de 2001. O diretor da TelComp afirma que isso ocorreu com a Intelig e com a Vésper, quando ambas as espelho deram início às suas operações. Segundo Penchel, a própria Anatel sinaliza para a terceirização das redes das novas operadoras, com legislações de compartilhamento e infra-estrutura de terceiros. Na sua avaliação, as operadoras de telecomunicações de massa deverão se fixar no atendimento, vendas e marketing e deixar a infra-estrutura para as SLEs: "Não é o negócio delas", diz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.