Lucro líquido da PT cai 66,4% no trimestre, mas cresce no acumulado do ano

O lucro líquido da Portugal Telecom (PT), holding controladora da Oi, sofreu uma queda de 66,4% no terceiro trimestre na comparação anual com o mesmo período de 2012 e encerrou setembro em 21 milhões de euros. Em seu balanço financeiro, a PT menciona que o menor EBITDA em Portugal , custos com redução de 400 colaboradores e amortização de aportes de Capex na Oi impactaram seu resultado líquido trimestral. No acumulado do ano, o lucro líquido cresceu 64%, para 305 milhões de euros, impulsionado pela venda da participação na CTM, de Macau, que injetou nos cofres da operadora 310 milhões de euros.

O EBITDA consolidado da PT ficou 497,5 milhões de euros no trimestre (queda de 15,4%) e em 1,514 bilhão de euros (12,4% menor). Em Portugal, a queda do EBITDA no trimestre foi de 9,1% (para 273,6 milhões de euros), devido ao agravamento da crise econômica na Europa. O EBITDA da Oi caiu 20% no período (para 189,4 milhões de euros), impactado principalmente pela desvalorização do Real. A operadora destaca que os negócios internacionais representaram 49,1% do EBITDA consolidado da Portugal Telecom nos primeiros nove meses do ano, enquanto o Brasil representou 41,7% do EBITDA.

A margem EBITDA do trimestre ficou em 34,2% (1,6 ponto percentual menor) e no acumulado dos nove meses do ano foi de 33,3% (1,4 p.p. a menos).

A dívida líquida ajustada da PT encerrou setembro em 7,574 bilhões de euros (0,5% maior que em 2012), e representa 3,7 vezes o EBITDA.

As receitas totais caíram 11,3% na comparação anual entre trimestres, para 1,454 bilhão de euros, e recuaram 8,8% no acumulado de 2013, para 4,547 bilhões de euros. No consolidado de 2013, a redução foi de 8,8%, para 4,54 mil milhões de euros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.