Oi tem cinco meses para se adequar às regras da Bolsa de NY

Em seu terceiro comunicado nesta terça-feira, 13, a Oi informou ao mercado que foi notificada pela Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) no dia 14 de setembro por não estar em conformidade com a norma da listagem, que exige preço médio acima de US$ 1 por ação para qualquer valor consecutivo de 30 dias de negociação. Segundo a companhia, as regras da NYSE dão seis meses a partir do recebimento da notificação para que a empresa volte a cumprir a exigência do preço mínimo por ação. Por enquanto, seus papéis continuarão a ser negociados nos Estados Unidos.

No comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Oi diz não ter determinado ainda as proporções aplicáveis de ações por ADSs, mas que "pretende escolhê-las com a expectativa de permanecer em cumprimento com o requisito da NYSE de preço mínimo por ação no futuro próximo, após tais alterações". Essas mudanças, naturalmente, devem ser aprovadas pelo Conselho de Administração da companhia e pela CVM. A ideia é poder implantar a alteração de proporção "antes de 14 de março de 2016", que é o período quando se encerra o prazo da Bolsa de Nova York.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.