Samsung é processada por más condições de trabalho em fábrica de Manaus

O Ministério Público do Trabalho (MPT) entrou com processo contra a Samsung por más condições de trabalho em sua fábrica localizada na Zona Franca de Manaus. Segundo a ação, movida por meio da Procuradoria Regional do Trabalho da 11ª Região, foram identificadas graves infrações trabalhistas no local, que emprega seis mil funcionários, requerendo, assim, pagamento de R$ 250 milhões em indenização.

Dentre as inúmeras infrações identificadas por meio de inquérito civil instaurado pela MPT, estão o ritmo de trabalho incompatível com a saúde dos trabalhadores; insuficiência de pausas de recuperação de fadiga; mobiliário e postos de trabalho inadequados; transporte de cargas com pesos que podem comprometer a saúde ou segurança dos trabalhadores; jornadas de trabalho exaustivas, chegando a 15 horas diárias; falta de repouso semanal remunerado; não emissão de comunicações de acidente de trabalho; omissão do dever de informar os trabalhadores sobre os riscos ocupacionais; terceirização ilícita; e doenças ocupacionais em larga escala.

"Ante a gravidade da conduta, a extensão do dano causado e o porte econômico da empresa, requer o arbitramento da indenização, conforme a prudência desse Juiz, em valor NÃO INFERIOR a R$ 250.000.000,00 (duzentos e cinquenta milhões de reais)", diz o processo. "O valor mostra-se plenamente justificado, tendo em vista a gravidade dos prejuízos causados a centenas de trabalhadores, que ainda trabalham ou que não mais figuram como empregados da empresa, ao longo de tantos anos".

O MPT ainda cita que foi identificada, em 2011, a precariedade das condições de trabalho na instalação da empresa localizada em Campinas, interior de São Paulo, além de mencionar as práticas inadequadas de trabalho identificadas em fábricas terceirizadas na China no ano passado, comparado essas condições às identificadas nas plantas brasileiras.

Em resposta à ação, a Samsung emitiu comunicado dizendo que realizará uma análise do processo quando for notificada, cooperando, assim, com as autoridades brasileiras. "Nós estamos comprometidos em oferecer aos nossos colaboradores ao redor do mundo um ambiente de trabalho que assegura os mais altos padrões da indústria em relação à segurança, saúde e bem-estar", reitera a companhia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.